O reconhecimento de uma trajetória: Colaborador comemora 50 anos de Empresa.

No dia 10 de setembro de 1969, Luiz Fernando Castagna, um jovem tímido e de olhar bondoso, assinava pela primeira vez sua carteira de trabalho, aos 19 anos.  Este seria o início de uma trajetória de 50 anos trabalhando junto a CVI Refrigerantes – uma empresa que ele viu crescer e se desenvolver.  Tanto que a história do Luiz Fernando com a empresa é mais antiga que a própria fábrica de refrigerantes em Santa Maria, que completará, este ano, 42 nos de existência. “Minha primeira função foi de auxiliar, na época que era um depósito na Borges de Medeiros” relembra o colaborador, que tem como marca registrada a postura um pouco mais reservada, mas generosa e amistosa com todos.

“O Luiz Fernando é aquele tipo de profissional que inspira os demais pela conduta e pela bondade nas ações” afirma Jairo Oliveira, gerente responsável pela área de logística da empresa. O elogio é merecido: em todo o tempo de empresa, a ficha de Luiz Fernando é impecável: sem faltas, incidentes, atrasos.

O dia em que completou 50 anos de empresa foi o escolhido por Seu Fernando, como é chamado pelos colegas, para encerrar suas atividades na empresa. E foi a data escolhida pela CVI para prestar uma homenagem ao motorista que, por cinco décadas, desempenhou de forma exemplar a sua missão.

Com a desculpa de fazer uma visita à “Fábrica da Felicidade”, e contando com a cumplicidade da esposa, Terezinha Laci, Seu Fernando foi levado até a empresa, onde, ao final da visita, os diretores prometeram a ele apresentar o segredo da fórmula de sucesso da Coca-Cola. E cumpriram: em um telão, fotos da trajetória do motorista de 69 anos eram exibidas, reforçando o discurso, do diretor presidente da CVI, Emerson Vontobel, de que o segredo de sucesso de uma empresa são as pessoas. “Embora encerre suas atividades hoje, o Seu Fernando deixará gravado em cada colega a sua marca de valor, desenvolvida e sustentada por 50 anos de responsabilidade, comprometimento e amor pelo que se faz”, declara Emerson.

Na sequência, Seu Fernando foi conduzido ao pátio, onde a frota da empresa o aguardava com um buzinaço, em um ato simbólico da equipe de distribuição em homenagem ao colega de rota. Cerca de 200 colaboradores de diversos setores participaram do momento e receberam um abraço emocionado do senhor de cabelos brancos, que agora se dedicará ainda mais a família.

“Levo tudo que eu aprendi e tudo o que eu tentei ensinar”, afirma Seu Fernando, emocionado no momento da despedida. “Vou sentir falta desta rotina, mas ficam as amizades que fiz e que vão comigo para resto da vida.”